Encontro íntimo

Bem vindo!

Este é um espaço para falarmos sobre assuntos que raramente são tratados em público e que considero necessários para uma vida saudável e alegre. Espero que você seja edificado e também se divirta!
Obrigada por sua visita!

Home . Artigos . Família . Mulheres, Acautelai-vos dos predadores

Artigos

Mulheres, Acautelai-vos dos predadores

Mulheres, Acautelai-vos dos predadores

Silvia Geruza F. Rodrigues

Recentemente escrevi um artigo sobre as mulheres, avisando aos homens que tomassem cautela com mulheres carentes. Muitas mulheres reclamaram perguntando por quê eu ajudara os homens e colocara toda culpa de relacionamentos errados em cima delas. Para atender seus pedidos, ocupo-me agora de outro tipo de predadores: homens que se aproveitam de mulheres carentes e fragilizadas.

Este tipo de homem sabe exatamente o que a mulher carente precisa: atenção, elogios, sentir-se valorizada, “amada”, e adotam o estilo de vítima. Não sei bem porquê, mas mulheres gostam de tomar de conta de homens “vitimizados”. Observe bem o entre aspas. Sim, porque até o se fazer de vítima faz parte da capa de cordeiro. Frases como: “Sou um gênio incompreendido dentro de casa”. “Minha mulher não supre minha carência sexual” ( Claro que ele não usa palavras tão elegantes para descrever sua esposa- o mais real seria: “Minha mulher não me satisfaz na cama.); “Minha mulher é muito diferente de mim”; “Minha mulher não me entende”; “Eu e minha mulher não temos mais nada em comum, você e eu sim, temos tanta coisa em comum”. E por aí vai o vale das lamentações sobre seu casamento “supostamente” falido.

E aí está você, querida amiga, só, divorciada, separada, com filhos, ou não, sem companhia,  carente, querendo encontrar alguém que lhe entenda e com quem você possa compartilhar momentos alegres e tristes. Mas, veja bem: este tipo de homem não quer compartilhar momentos tristes com você, porque contas a pagar, menino chorando à noite, fraldas para trocar, casa para limpar ou ajudar a esposa, reclamações, muitas vezes das irresponsabilidades dele, isto ele já tem em casa.

Ele quer mesmo é se divertir, fazer sexo com alguém diferente, um corpo novo, uma mulher que o faça gemer sem sentir dor, como fala alguma música por aí. Portanto, se você espera que este “pobre triste homem” lhe quer para todas as horas da sua vida, caia na real. Ele só quer alegria, alegria. E, se você pensa que ele um dia pensa em largar a “bruxa” da esposa que ele pintou para você. Ledo engano. Se você realmente pesquisar, este homem provavelmente tem uma esposa boa, bonita, que o compreende, que confia nele, e nem passa pelo pensamento dela que ele está “chavecando” outra mulher, e o pior, às suas custas, pintando-a totalmente diferente do que ela é, e…se fazendo de vítima. Se você observar bem: a grande vítima é a mulher dele.

Será que as mulheres ainda não entenderam que essa conversa de homem casado incompreendido e maltratado pela sua esposa, que o casamento está ruim, que já estão dormindo em cama separados, não cola mais? Esta história é tão antiga quanto o rapaz que quando quer ter relações com a virgem “pede uma prova de amor”- sua virgindade.

Claro, que muitas amantes levam a melhor que as esposas: afinal de contas, eles dão jóias, levam-nas para motéis maravilhosos. O cansaço nunca existe na hora de encontrá-las. A conversa nunca acaba. Sempre há novidades para falar, sempre há sussurros no pé do ouvido na hora da transa. Surpresas, presentes, promessas de amor…Amor, nada platônico, mas também nada eterno.

Principalmente agora que vivemos tempos em que na mídia escritores apregoam o fim da monogamia, aconselham o homem a dar vazão aos seus instintos prazerosos. As mulheres divorciadas em número rampante tornam-se presas fáceis dos predadores impiedosos que sempre juram que um dia deixarão suas esposas e ficarão com elas.

Só lhes peço uma coisa: cuidado: se ele faz com a esposa hoje, amanhã será com você, porque o camarão de hoje, amanhã tornar-se-á o arroz com feijão. Homem incompreendido, maltratado, mal-amado dentro de casa o melhor a fazer é: tente melhorar seu casamento, se não der, divorcie-se, aí sim você poderá tentar sua felicidade com outra. Mas, pelo amor de Deus mulheres carentes, não dêem ouvidos a esses predadores cafajestes que querem somente uma boa noite ou tarde de sexo, ou várias tardes, sei lá, mas que não estão nem um pouco interessados com seu coração, suas emoções e nem nas consequências do seu estado quando eles lhes abandonarem.

Fujam desses predadores, como se foge do diabo. Se ele existe, é na forma de homens mentirosos e falsos galanteadores de mulheres carentes.

 

Compartilhe

10 comentários

  • MARIA ELISA PIRES GUZZO disse:

    Amei esta publicação è tudo que eu vivo ,com traição de marido se fazendo de vitima com as amantes preferencia dele que sejam casadas. são 32 anos eme elogia com os outroa.

  • Ju disse:

    Vou acrescentar ao texto…. eles (predadores) fazem até tatuagens, compartilham fotos, momentos com vc. Juras de amor?? Isso são só detalhes ? Nunca imaginei q existisse seres desse tipo! Aprendi o que amor com ele, infelizmente!!!!! Mas tenho pena dele… ele não sabe amar e eu???? Aprendi a lição! A duras penas, mas seguirei mais forte!!!!

  • João Carlos de Morais disse:

    Estou gostando desses assuntos. Vejo um mundo mulheres vazias nas redes sociais, inclusive cristãs e casadas, e vejo a vulnerabilidade delas aos aproveitadores. Só gostaria que fosse mais fácil de compartilhar os artigos, aqui contidas. Tem muita gente que precisa ler isso.

  • Sandra disse:

    E se essa for a proposta da mulher tbm? Algumas noites (ou tardes) de sexo com alguém diferente? Ela não estaria sendo vítima, nem ele um predador, concorda?

    • Silvia Geruza disse:

      Pessoalmente, discordo de qualquer relacionamento que envolva traição. Se não está satisfeito ou satisfeita no relacionamento, deve-se trabalhar e elaborar esse relacionamento e decidir se quer continuar ou não.

  • Lia Balbi disse:

    Recentemente me deixei levar por um papo furado desses, mas sempre estive com um pé atrás. Foi quando busquei maiores informações em redes sociais e descobri uma linda esposa. Acredito que ele se enquadra bem no sujeito que procura um sexo diferente de vez em quando. Sofri um pouco, pois me senti usada e porque me coloquei no lugar da esposa que não deve imaginar a boa bisca com quem compartilha a cama. Afastei- me completamente dele, deixando claro que não desejo relacionamento casual e/ ou superficial com ninguém. Porém confesso estar um tanto desiludida com tantos amores líquidos e temo não conseguir amar e ser amada de verdade.

Deixe seu comentário