Encontro íntimo

Bem vindo!

Este é um espaço para falarmos sobre assuntos que raramente são tratados em público e que considero necessários para uma vida saudável e alegre. Espero que você seja edificado e também se divirta!
Obrigada por sua visita!

Home . Artigos . Família . Pra que marido?

Artigos

Pra que marido?

perguntas_frequentes_home care

 

Silvia Geruza F. Rodrigues

Deparei-me várias vezes com pelo menos duas companhias de prestação de serviços gerais nos lares que se referem aos maridos como: encanadores, bombeiros, eletricistas, pintores, zeladores, manutencistas em geral. Sim, uma delas afirma: Você não precisa mais de marido. Ligue e faremos todos os consertos da sua casa e serviços em geral. Outra companhia diz “alugar maridos”.

Essas empresas somente  reforçam a ideia geral que se tem das obrigações tradicionais dos maridos: A pia está vazando; a torneira pingando; a casa precisa ser pintada novamente; a lâmpada queimou; os armários do banheiro estão caindo de velhos – chama o marido para fazer todo tipo de manutenção da casa e, obviamente, trabalhar para trazer o sustento.

Quando dou palestras para casais, geralmente gosto de enfatizar que a mulher casou com um homem para ser seu parceiro, não para ser o zelador de manutenção geral da casa. Afinal de contas, pode ser que ela não tenha casado com um encanador, então não deve esperar dele que conserte uma torneira, vazamento da pia, ou entupimento do banheiro. Por acaso, pode ser que também não tenha casado com um eletricista. Tudo bem que não precisa ser eletricista para trocar uma lâmpada, mas se o problema for no reator? Não se pode esperar que  um técnico de TI ou administrador entenda os segredos do reator de uma lâmpada.

Recordo-me de um seriado muito antigo: Papai sabe tudo. Como eu gostava de ver aquele pai resolvendo todos os problemas da casa e com tamanha sabedoria, respeitado pelos filhos e venerado pela esposa. Não lembro muito bem de muitas coisas, somente que a família girava sob o comando dele.

Em pleno século XXI, ainda se espera que o homem resolva tudo da família e fora do lar. Detalhe: ele também deve ter o corpo do Taylor Lautner ( o Jacob do filme O Crepúsculo): tanquinho, musculoso, e o rosto perfeito com sua covinha debaixo do queixo, e estar disposto a lhe dar várias noites de sexo prazeroso.

Então, o homem deve ser bom provedor ( sim, porque sem carro muitas mulheres  nem olharão para ele), bombado, excelente amante, romântico, que adivinhe os pensamentos da mulher, ajude com as crianças ativamente quando elas chegarem,  ame e compreenda-a em suas angústias, suprindo todas as suas expectativas.

Não admira a insegurança e desorientação do homem no século XXI. Se antigamente ele tinha seu papel dentro do lar e casamento bem definido, hoje além de ter que exercer suas funções anteriores, a sociedade adicionou várias esferas que ele deve preencher colocando sobre ele um peso, cá entre nós, difícil de carregar.

Compartilhe

2 comentários

  • Marcelo dos Santos disse:

    Olá Silvia Geruza,

    Mais um de seus textos a operar cura em minha relação conjugal. Me sinto bem representado em suas palavras, e tenho esperança porque sei sim fazer a maioria das tarefas que você menciona, as quais outrora caberiam aos seus respectivos profissionais, mas quanto às tarefas domésticas hoje existe a tecnologia e inteligência artificial a favor.
    Espero em breve poder encher nossa casa com essas tecnologias. Estou afiando meu inglês e chinês para isso.

    Beijo.
    Man.

Deixe seu comentário