Encontro íntimo

Bem vindo!

Este é um espaço para falarmos sobre assuntos que raramente são tratados em público e que considero necessários para uma vida saudável e alegre. Espero que você seja edificado e também se divirta!
Obrigada por sua visita!

Home . Artigos . PÁSCOA: O DIA SEGUINTE

Artigos

PÁSCOA: O DIA SEGUINTE

 

Muitos se perguntam o por quê dos ovos de Páscoa e coelhos, quando na verdade celebramos a morte e ressurreição de Cristo na “Semana Santa”.

 

Páscoa era uma celebração pagã que indicava a passagem do término do Inverno para a Primavera, simbolizado pela deusa Ostara, que se transformou em Esther- Easter que em inglês significa Páscoa.  A passagem de um período de trevas para outro de luzes, simbolizado pela deusa Ostara carregando em suas mãos ovos e observando o coelho (símbolo de fertilidade e fortuna). Os campos se enchiam de verde, as flores renasciam enfeitando os campos e os ovos eram pintados de dourado e cores variadas para festejar um novo período na natureza e de alegria na vida dos povos.

 

Os Judeus comemoravam a páscoa (Passover) para celebrar a saída dos filhos de Israel da servidão Egípcia, como também ofereciam um cordeiro imolado, sem quebrar seus ossos para a festividade, comiam pão asmo. Anos depois estes símbolos foram incorporados pelo cristianismo, e a festa de Páscoa passou a ser celebrada para representar a ressurreição de Cristo (o cordeiro imolado) que havia sido traído e preso justamente logo após a celebração de uma ceia com seus discípulos, nas festividades judaicas da Páscoa, que também significava a passagem.

 

Para os cristãos, coelhos e ovos de páscoa não são a representação pictórica da Páscoa. O símbolo é a cruz do calvário, e simboliza a passagem das trevas para a luz trazida por Jesus Cristo. Ele veio à terra para nos trazer princípios e nos ajudar a sairmos dos emaranhados da nossa vida.

 

Quando não vemos mais luz no fim do túnel, Cristo nos leva a atravessar o túnel e a passar das trevas para um caminho mais alegre com perspectivas. Ele trouxe a luz que mostra o caminho, que dá rumo, que fortalece, que transforma.

 

Todos, como Ele, algum dia ou outro enfrentam uma sexta feira sombria em suas vidas. Aquele dia tenebroso em que você recebe uma notícia ruim, e sente o chão abrir-se diante de você, e pensa que não resistirá, que tudo acabou. Tudo torna-se tão escuro ao seu redor. As luzes apagaram, como apagaram para Cristo na cruz do Calvário naquela sexta feira tenebrosa em que foi escarnecido e crucificado pelos próprios religiosos.

 

Lúcifer deve ter rido, festejado e trocado conversa com seus demônios dizendo: nós o derrotamos. Sua mensagem nunca mais aparecerá falando de amor, perdão, não violência, dar a outra face. Nós vencemos.

 

Ah, meus amigos, mas ao terceiro dia Jesus venceu a morte. Ele ressuscitou. Trouxe novamente palavras de esperança: “No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.” “Esperem em Jerusalém, para serem revestidos de virtudes, para depois sair por todo lugar anunciando minhas palavras.”

 

Foi referente à ressurreição de Cristo que Paulo deu um grito de vitória: A morte foi engolida pela vitória. “Ó morte onde está tua vitória? Ó morte , onde está teu aguilhão? (1 co.15:50)- Nas palavras de A Mensagem: “Finalmente foi a Morte derrotada pela Vida! “morte,não está agora vencida? Ó morte, quem temerá a que era temida?”

 

Quando você passar por uma sexta feira tenebrosa, lembre-se do domingo da ressurreição! A lágrima pode durar uma noite ( e esta pode ser muito longa), mas a alegria virá pela manhã. Sim, há sempre uma luz no fim do túnel. Lembre-se disso quando estiver atravessando a sexta feira da paixão em sua vida. Não deixe que seja apagada da sua fronte uma palavra que o dedo de Deus escreveu nela: Esperança.

 

No domingo de ressurreição, quando as mulheres foram ao túmulo untar Jesus, como era de costume, notaram que a pedra estava rolada para o lado e um anjo lhes perguntou: por que procurais o vivo dentre os mortos? Ele não está aqui. Ele ressuscitou? E essa é a boa nova. Ele venceu a morte. E você com Ele pode vencer qualquer morte que esteja invadindo sua alma, inclusive a morte eterna!

 

Feliz Páscoa! Levante-se para um novo dia, o inverno já passou, passeie pelos campos floridos com Ele onde os pássaros cantam e a natureza sorri como sinfonia para você!

 

 Silvia Geruza F. Rodrigues

 

Compartilhe

Deixe seu comentário