Encontro íntimo

Bem vindo!

Este é um espaço para falarmos sobre assuntos que raramente são tratados em público e que considero necessários para uma vida saudável e alegre. Espero que você seja edificado e também se divirta!
Obrigada por sua visita!

Home . Artigos . Psicologia . A Felicidade

Artigos

A Felicidade

Ansiamos por felicidade desde os primórdios da humanidade. Porém, muitos, senão todos têm chegado à conclusão que ela é bem difícil de ser encontrada. Talvez porque a estejamos procurando em lugares errados, da maneira errada, ou talvez porque ela não deva mesmo ser encontrada, e sim vir ao nosso alcance se tivermos a atitude correta na vida.

 

Creio que mais importante do que buscar a felicidade é tentar viver correta e positivamente, e quem sabe ela pousa sobre nossos ombros. Afirma o Dr. Augusto Cury (2001:9) que “alguns acreditaram que poderiam cultivar a felicidade em laboratório. Isolaram-se do mundo e dos problemas da vida, mas a felicidade enviou um claro recado dizendo que ela apreciava o cheiro de gente e crescia no meio das dificuldades.”

Na verdade, procuramos a felicidade no exterior, quando ela se encontra dentro das vielas de nossos corações, emoções e no nosso espírito. O que precisamos descobrir é o que buscamos e o porquê do que buscamos.

O ser humano busca sempre o toque por uma necessidade de ser amado e valorizado. Dependendo do que aconteceu com ele na sua infância, se foi tocado, valorizado, ou não, fará com que ele gaste sua vida inteira atrás desta afirmação ou a vida inteira dando afirmação aos outros. Daí termos pessoas vorazes, egoístas, invejosas, carentes e querentes, sempre necessitando de mais e mais, e nenhum outro consegue suprir suas expectativas.

O bebê sente as vivências emocionais de sua mãe, afinal de contas ela se alimenta pela corrente sanguínea de sua mãe e as dores, tristezas, sustos, alegrias. Ao ser manipulado na troca de fraldas, no toque brusco ou terno, quando está sendo treinado, quando está dando os primeiros passos, aprendendo a ler e a escrever, se trocar, etc. Toda palavra e gesto de seus pais ou dos que lhe criam, influenciam sua maneira de se ver, de ver o mundo e suas perspectivas futuras.

Contudo, independente de você ter sido tocado ou não, há uma esperança que você pode sim ser mudado. Você pode iniciar sendo uma pessoa de gestos positivos e palavras afirmativas: com expressões verbais ou não. Com um simples alô, um elogio; tentando ver mais as ações positivas dos outros do que as negativas.

A felicidade tem muitas filhas e filhos: o amor, a tranqüilidade, a sabedoria, a alegria, a paciência, a tolerância, a solidariedade, o perdão, a perseverança, o domínio próprio, a bondade, a auto-estima. Se você maltratar alguns dos seus membros, tem grande chance de perder a família toda. Se ferir o amor, perderá a tranqüilidade; se a tranqüilidade abandoná-lo, perderá a perseverança; se a perseverança partir, perderá a sabedoria; se a sabedoria se for, a auto-estima dirá adeus.

Podemos sim ser felizes em Deus, e podemos adquirir essa capacidade através da Bíblia Sagrada: O propósito de Deus é alimentar e não abafar nossa alegria!

Compartilhe

Deixe seu comentário