Encontro íntimo

Bem vindo!

Este é um espaço para falarmos sobre assuntos que raramente são tratados em público e que considero necessários para uma vida saudável e alegre. Espero que você seja edificado e também se divirta!
Obrigada por sua visita!

Home . Artigos . Família . É saudável encontrar-se com seus defeitos.

Artigos

É saudável encontrar-se com seus defeitos.

Somos feitos de luzes e sombras. Compostos de defeitos e virtudes somos sim, imperfeitos porquanto humanos. A não compreensão deste fato complica toda nossa vida desde o nascer até o amadurecer. Se os pais reagirem agressivamente diante de erros de seus filhos quando ainda pequenos, reprimindo o encontro deles com suas sombras, podem fixá-los naquele erro em vez de lhes imputar valores que lhes nortearão.

Existe a maneira criativa e a defensiva (destrutiva) de encarar nossos defeitos. Sentir inveja, por exemplo, de uma amiga que foi promovida, ou de alguma realização que também gostaríamos de ter. Se a inveja for criativa, se lidarmos com essa inveja no sentido de nos impulsionar a também alcançar alguma realização na vida, esta inveja fez parte do seu desenvolvimento. Contudo, se patologicamente você quiser destruir o que essa pessoa conseguiu e lhe desejar o pior por isto, essa inveja será defensiva ou destrutiva.

A mentira pode ser tomada como outro exemplo de criatividade ou destruição. Segundo o pesquisador Robert Feldman (2009) escutamos cerca de 200 mentiras por dia e que durante uma conversa de 10 minutos cada pessoa diz em média três mentiras. Se uma criança mente, precisamos entender o por quê em vez de a atacarmos e causar-lhe medo, talvez fixemos este comportamento nela, em vez de ajudá-la a elaborar esse comportamento e abandoná-lo. Pais podem passar valores éticos aos filhos com amor e sabedoria, sem no entanto lhes deixar arrasados por um mau comportamento, ou amedrontados o tempo todo de serem pegos fazendo algo errado.

Pais também não devem proteger seus filhos de frustrações. Algo que pode arruinar um adulto é a superproteção dos pais em relação aos problemas e a dizer “não” quando necessário. Nem tudo que se quer na vida se pode ter, pelo menos no momento em que queremos. A dor e o sofrimento fazem parte da estruturação e amadurecimento do ser humano.

O mimo, a superproteção e a falta de limites impede a criança de se tornar um adulto saudável.Quando a vida lhe nega alguma coisa, este adulto se debate, se deprime e frustrando-se, torna-se agressivo. Muitos pais atuais ambos trabalhando fora, tendem a compensar o abandono com presentes alienantes, permissividade excessiva, elogios exagerados, alimentação inadequada, cobranças exageradas ou falta de cobrança e limites.

No decorrer da vida, lidamos constantemente com nossas luzes e sombras; nossas virtudes e defeitos. torna-se importante sabermos enfrentar nossos defeitos criativamente e trazê-los à luz. Se ao sentir inveja você entende que quer o que seu próximo tem, lutar saudavelmente para conseguir o mesmo é enfrentar sua inveja criativamente e utilizá-la para seu crescimento pessoal, contudo, ao ver algo que o outro possui e querer destruí-lo, torna sua inveja destrutiva, patológica e lhe impede de crescer. Muitas vezes, a inveja não somente lhe impede de crescer, como acaba com a vida dos outros ao seu redor.

Podemos lidar com os defeitos das crianças com valores éticos, entendendo suas emoções, alimentando-as com compreensão, limites, amor e cuidados, sem, no entanto, causar-lhes o mal de fixar os erros aumentando suas sombras, ou não lhes impor limites que lhes ajudarão a lidar com a dor, a frustração e adquirirem a capacidade de superação.

Compartilhe

Deixe seu comentário